Os subgrupos dos solteiros e a importância de se ser solteiro

16:16

    Entramos há poucos dias no mês conhecido por se celebrar o dia dos namorados. No que a este tema diz respeito, parece haver uma divisão em dois grupos, mas no meu entender um dos grupos deve ser tratado tendo em conta vários subgrupos.
    Temos o grupo do casais e depois supostamente teríamos o grupo dos solteiros, porém eu proponho uma divisão no grupo dos solteiros! Há vários tipos de solteiros, mas falemos só dos mais comuns: os solteiros que procuram companheiro/a e os solteiros que querem estar solteiros.
    Neste momento faço parte do subconjunto de solteiros que quer e precisam de estar solteiros. É óbvio que não me tornei uma pessoa anti-social que se recusa a falar com quem quer que seja, porque pode correr o risco de se apaixonar. Não! Se isso acontecer (apaixonar-me) será naturalmente, porque não ando a forçar nada. Simplesmente não ando à procura e é esse ponto que diferencia estes dois mini-grupos.
    A maior parte das pessoas acha que ser solteiro é uma péssima condição. Saíram de uma relação há uns dias, mas para a semana já têm que andar com alguém para "não parecer mal". Muitas dessas pessoas trocam de namorada/o no tempo que eu demoro a subir um lance de escadas. E isso é errado meus amigos!
    É ótimo termos alguém a nosso lado com quem partilhar momentos, carinhos e tudo o que envolve uma relação amorosa, mas há alturas em que precisamos de estar sozinhos primeiro. Precisamos de nos conhecer e caindo no erro de parecer um cliché, precisamos de nos amar e de estar bem connosco primeiro. Tem sempre que haver um período de luto quando uma relação acaba (seja ela de que tipo for). Tentar simplesmente substituí-la sem que tenhamos tudo resolvido antes vai provocar-nos imensa instabilidade psicológica e nem sequer é uma posição justa para a pessoa que vai substituir a primeira.
    Por agora sinto que preciso de estar sozinha de forma a conhecer-me melhor e de forma a gostar mais de mim, para que assim possa entrar numa relação em que serei capaz de dar tudo de mim a quem o merecer.
    Por isso, se és solteiro e achas que vais passar este dia muito desanimado, não te preocupes, porque esta é uma altura que nos traz conhecimentos preciosos e quem sabe se daqui a pouco tempo deixas de o ser? A vida é imprevisível, nunca se sabe...



You Might Also Like

3 comentários

  1. Não estou solteira, mas concordo completamente contigo. A maior parte das pessoas (onde eu me incluo) têm uma dificuldade imensa em estar sozinhas. Creio que se relaciona com o medo da solidão, medo que acaba por ser exagerado. Estar solteiro não tem problema e é importante. É importante não estarmos sempre à procura do "outro", porque nessa procura acabamos a perder-nos a nós. É como dizes, temos de nos conhecer e de aprender a dar-nos atenção. E a verdade é que isto tem tanto de cliché como de complicado. Creio que é uma coisa que se aprende com o tempo.

    ResponderEliminar
  2. Não dou importância absolutamente nenhuma ao Dia dos Namorados. É só um golpe consumista!

    ResponderEliminar
  3. adorei o texto, concordo completamente
    nunca procurei uma relação nem uma pessoa só porque sim ou porque sentia a obrigação de ter alguém, aliás acho que sempre preferi estar solteira, neste momento tenho namorado mas foi algo muito natural e penso que é assim que as coisas devem ser

    nomeei te para uma tag, se quiseres ver abre o link
    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/2016/02/tag-liebster-award-2016-edition.html
    muitos beijinhos ^^

    ResponderEliminar

Partilha a tua opinião e as tuas dúvidas



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...