O novo membro da família

22:07

    Quarta-feira, 11 de Novembro, 19 horas e 30 minutos. Foi este o momento em que a nossa família aumentou para cinco elementos. Este Beagle adorável de mês e meio veio finalmente satisfazer a vontade e o desejo de ter um cão que ambos ganhamos ao longo do tempo.
    Confesso que o meu gosto por animais não vem desde sempre, como a maioria das pessoas. Em pequena tinha medo de cães sem nenhuma razão aparente e só a partir dos meus onze anos é que consegui ultrapassar esse medo, mas ficando sempre com alguns receios em relação a animais que não conheço ou que sejam grandes, porque "impõe respeito", como se costuma dizer. Portanto, apesar de ter condições para isso nunca tive o desejo de ter um animal de estimação, para além de que na altura a nossa vida era bem mais agitada e o tempo disponível seria pouco.
    Porém, à uns anos para cá isso mudou e a vontade de dar e receber amor de uma forma única que só um animal como este nos pode dar aumentou, no entanto convencer os meus pais foi um processo demorado.
    Acho que a partir da "aceitação" foi um processo extremamente rápido e honestamente se à três semanas atrás me perguntassem se eu achava que ia ter um cão num futuro próximo eu diria que não, porque a conversa dos meus pais era sempre "quando tiveres a tua casa...". Tenho a certeza de que se não fosse pelo meu irmão esta bolinha de pêlo não vivia cá em casa, mas acho que não podiamos estar todos mais contentes.
    A escolha do nome foi a mais difícil e ainda demorou um dia para que o pobre do cãozinho deixasse de ser simplesmente "o cão".
    Para já e como ainda é muito pequenino passa a maior parte do dia a dormir, mas já tem dado bastante que limpar e já fez bastante asneiras, mas também já arrancou bastantes gargalhadas e sorrisos de todos nós. É uma fofura e toda a gente diz que parece ser um peluche, mas a verdade é que é muito mais querido na realidade.
    Acho que este é um momento marcante nas nossas vidas e eu não podia deixar de o registar aqui. Vamos ver como é que ele se comporta ao longo dos tempos, mas digo-vos que não consigo deixar de olhar para ele com um ar de ternura, o mais parecido que me lembro de ter tido foi quando olhava para o meu irmão quando ele era ainda um bebé.

As fotos não são as melhores, porque ele é muito irrequieto.


You Might Also Like

9 comentários

  1. OMGGGG que querido e adoravel! Também quero um puppy! :)

    ResponderEliminar
  2. Que fofura!! *.*
    Eu continuo a ter imenso medo de cães, mas não impede de também gostar de ter um, porque de facto são uma fofura :)

    um beijinho*
    Dreams and Lemonade

    ResponderEliminar
  3. Que fofura! *-*

    http://glamourandsparkletrends.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. oh meu deus, que coisa tããããããão fofa! quem me dera ter um cão, sempre foi algo que sempre quis, apesar de os meus pais não quererem cães... tenho que me contentar com os gatos; de qualquer maneira, também são eles os meus animais preferidos.
    parabéns pelo novo membro da família!
    beijinhos, Noelle :) http://supergirlinconverse.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Oh meu deus que fofinho! Mas olha que apesar de ser irrequieto as fotos ficaram muito bem, o meu cão quando era assim, era impossível de apanhar para um boa fotografia a não ser quando estava a dormir! ahah Fico à espero do teu próximo post!
    Segui o teu blog<3 Faz uma visita ao meu e espero que também gostes ;)
    http://nuancesbyritadias.blogspot.pt/

    Beijinhos*

    ResponderEliminar

Partilha a tua opinião e as tuas dúvidas



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...